Projetos Ecossociais

CONTRIBUIÇÃO PARA QUESTÃO CLIMÁTICA GLOBAL

PROJETO

Emissões evitadas de gases de efeito estufa e sequestro de carbono em Pequenos Projetos Ecossociais na Amazônia Legal

OBJETIVO

​Manejo sustentável da vegetação por organizações de base comunitária: estimando benefícios para questão climática

DESCRITIVO

​O projeto busca estimar o potencial de pequenos projetos de base comunitária em termos dos estoques protegidos em regiões de intensa pressão para conversão da vegetação nativa para uso agropecuário (emissões evitadas) e sequestros de carbono resultantes de práticas sustentáveis de manejo da vegetação, como extrativismo, agroecologia e restauração ecológica de áreas degradadas.

A avaliação contempla 30 projetos na Amazônia legal, em assentamentos, terras indígenas (TI's) e quilombos, executados por organizações beneficiárias do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-ECOS), com ênfase na região do arco do desmatamento. As estimativas são feitas com base em informações socioambientais locais (como número de famílias envolvidas, histórico da taxa de desmatamento e histórico de uso do solo em nível de município e tipologia da vegetação/agroecossistemas, entre outras) e dados bibliográficos sobre estoques de carbono e taxas de incremento da biomassa nesses ecossistemas.

O resultado aponta projetos com desempenho, em termos de emissões evitadas e sequestros, e adicionalidade no contexto regional suficientes para pleitear benefícios associados a resultados de REDD (redução de emissões por desmatamento e degradação de florestas).

Além de quantificar a contribuição desses projetos para a questão climática global, o levantamento feito orientará estratégias para manutenção da floresta em pé, com geração de renda para além das atividades de manejo, o que representa uma oportunidade para as comunidades envolvidas de fortalecerem sua autonomia financeira e, assim, mitigar a influência de fatores sócio econômicos e ambientais negativos, que frequentemente resultam em êxodo da comunidade e conversão de áreas naturais vegetadas para produção convencional.